Argentina oferece US$ 365 mil de recompensa por repressores foragidos

Para o ministro argentino de Justiça e Direitos Humanos, Julio Alak, "os detidos apresentavam doença que, por suas características poderiam ter sido tratadas onde estavam detidos, já que não existia risco de vida". EFE/Arquivo

Buenos Aires, 26 jul (EFE).- O governo argentino ofereceu nesta sexta-feira uma recompensa de dois milhões de pesos (US$ 365 mil) para quem der informações que ajudem a capturar dois ex-militares condenados por delitos contra a humanidade durante a ditadura militar argentina (1976-1983) e que fugiram de um hospital militar de Buenos Aires.

O ex-major Jorge Olivera, condenado na província de San Juan à prisão perpétua, e o ex-tenente Gustavo De Marchi, condenado a 25 anos, estão foragidos desde ontem, quando escaparam do hospital militar central.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s