Dilma: “O que fizemos é apenas o começo; mais 10 anos virão”

25 DE JULHO DE 2013 – 8H24 

 

A lembrança de que muito foi conquistado na última década, inclusive o direito de reivindicar mais, marcou o último seminário em comemoração aos dez anos de governo democrático e popular no Brasil. O encontro aconteceu em Salvador nesta quarta-feira (24) e contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da presidenta Dilma Rousseff, do presidente do PT, Rui Falcão, além de várias autoridades de partidos aliados.

 

 

Lula e Dilma na Bahia

 

“Tem gente querendo fazer com que as pessoas esqueçam o que fizemos nos últimos dez anos”, afirmou Lula no começo de seu discurso. “Nós temos o direito de reivindicar tudo que falta, mas temos a obrigação de reconhecer tudo que conquistamos”. O ex-presidente lembrou que uma das grandes conquistas da última década foi o direito de o Brasil andar de cabeça erguida no mundo inteiro.

A política foi apontada por Lula como o único caminho possível para solucionar os problemas. O ex-presidente ressaltou que todas as vezes em que um discurso anti-político prosperou, as consequências foram o nazismo, o fascismo e a ditadura. “A única coisa que nós políticos não podemos é ter vergonha de ser políticos”, defendeu.

A presidenta Dilma afirmou que o momento atual do Brasil não pode ser visto como marco zero das mudanças. “Vejo gente tentando interpretar a voz das ruas como a demonstração de que nada foi feito até aqui”. Ela afirmou que as mudanças estão sendo feitas e são apenas o começo. “O que nós fizemos é apenas o começo. Nossa estratégia de desenvolvimento exige mais. Isso é o que nos diferencia. Por isso podemos ter certeza de que 10 anos virão. Mais dez anos de transformação são possíveis”, falou Dilma.

Dilma reafirmou que sua proposta de consulta popular, por meio de um plebiscito, é “a resposta mais evidente que podemos dar às manifestações”. Apesar das tentativas, o governo enfrenta resistência até mesmo em sua base de sustentação. “Só o [ex-]presidente Lula mandou por duas vezes a proposta para o Congresso”, afirmou Dilma, dando recado aos parlamentares, que já acenaram para a impossibilidade de a proposta valer nas eleições do ano que vem. “Quero que o povo balize que tipo de reforma política precisa ter”, disse. 

Dilma disse ainda que o cenário econômico nacional e lembrou que no governo do tucano Fernando Henrique Cardoso a meta de inflação foi estourada. “Nos últimos quatro anos antes do Lula, em três a inflação ficou acima da meta”, disparou a presidente. 

Diante da plateia, Dilma foi firme: “Quando alguém disser que a inflação está fora de controle, temos de responder que não é verdade. (Temos de responder) Que a inflação vai fechar 2013 dentro da meta. Que este será o décimo ano seguido em que a inflação está sob rigoroso controle. E lembremos que nos últimos quatro anos anteriores ao governo Lula, em três a inflação ficou acima da meta”.

“Nós temos de enfrentar as mentiras com dados verdadeiros”, prosseguiu. “Não permitam que a manipulação se imponha, não deixem que o pessimismo conquiste corações e mentes que não recebem toda a informação disponível”.

Informações do Instituto Lula e das agências

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s